Carglass logo
Aguarde um momento
Blog Carglass® Voltar Voltar
tudo-sobre-airbag
Informações Auto

Airbags: tudo o que precisa de saber

Partilhar
Facebook Twitter Linkedin
02 de outubro 2023 | 5 min de leitura

Nas estradas do nosso país, onde milhões de viagens de carro são feitas todos os dias, a segurança dos ocupantes dos veículos é sempre uma prioridade. Neste contexto, os airbags destacam-se como um elemento de segurança passiva vital e amplamente utilizado. No entanto, mesmo com a sua presença generalizada, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre como estes funcionam, quando são ativados e qual é o seu papel exato na proteção dos ocupantes de veículos.

O que são, exatamente, os airbags?

Os airbags são dispositivos de segurança automóvel projetados para proteger os ocupantes de um veículo em caso de colisão. São, essencialmente, bolsas infláveis que se expandem rapidamente quando ocorre uma colisão significativa. A sua função principal é reduzir o impacto dos ocupantes contra as partes rígidas do interior do carro, como o volante, o painel ou as portas, minimizando assim o risco de ferimentos graves.

Como funcionam?

Segurança rodoviária é sinónimo de muita coisa, inclusive do componente conhecido por todos como "airbag”. Como este componente opera pode também ser de conhecimento geral mas sabe, exatamente, como funciona? Vamos explorar essa questão.

Princípio do funcionamento

Os airbags funcionam com base em um princípio simples, mas eficaz: desacelerar rapidamente os ocupantes do veículo durante uma colisão. Estes são parte integrante do sistema de retenção suplementar (SRS) do carro e funcionam em conjunto com os cintos de segurança - outro dos elementos muito importante da segurança passiva. Quando ocorre uma colisão, sensores estrategicamente localizados no veículo detectam a desaceleração súbita e enviam um sinal para o módulo de controlo do airbag, que avalia a severidade do impacto.

Ativação dos airbags

Se o módulo de controlo determinar que a colisão é grave o suficiente para acionar os airbags, este envia um sinal elétrico para os infladores de airbags. Estes são dispositivos explosivos que contêm um propulsor, geralmente o nitrato de azoto, que é acionado pela corrente elétrica. Esse propulsor gera rapidamente um gás inerte, como o nitrogénio, que enche o airbag em milissegundos. Assim, o airbag infla-se numa fração de segundos, fornecendo uma almofada que ajuda a reduzir o impacto dos ocupantes contra o interior do veículo.

Processo passo a passo de inflação

  1. Detecção da colisão: sensores detectam uma colisão e enviam um sinal ao módulo de controlo.
  2. Avaliação da severidade: o módulo de controlo avalia a gravidade da colisão com base na desaceleração e noutros fatores.
  3. Ativação dos infladores: se a colisão for grave o suficiente, o módulo de controlo envia um sinal para os infladores dos airbags.
  4. Inflação rápida: os infladores geram gás inerte rapidamente, enchendo o airbag em milissegundos.
  5. Proteção dos ocupantes: o airbag inflado fornece uma almofada que reduz o impacto dos ocupantes contra o volante, painel ou outras superfícies rígidas do veículo.

tudo-sobre-airbag

Tipos de airbags

Os airbags não são apenas uma solução única para todos os tipos de colisões; eles são projetados em várias formas e posições estratégicas para fornecer a proteção mais abrangente possível.

Airbags frontais

Os airbags frontais são os mais comuns e são encontrados no volante (airbag do condutor) e no painel (airbag do passageiro dianteiro). São projetados para proteger os ocupantes em colisões frontais, inflando entre o ocupante e a parte dianteira do veículo em caso de impacto.

Airbags laterais

Os airbags laterais são instalados nas laterais dos bancos dianteiros e, em alguns veículos, também nas portas. Fornecem proteção adicional em colisões laterais, minimizando o risco de ferimentos na região do tronco e da cabeça.

Airbags de cortina

Os airbags de cortina são geralmente montados nas colunas do teto e cobrem as janelas laterais. Esses airbags protegem a cabeça dos ocupantes em caso de capotamento ou colisões laterais, criando uma barreira entre os ocupantes e as áreas de impacto.

Airbags de joelho

Os airbags de joelho são posicionados na parte inferior do painel, abaixo do volante. São projetados para proteger as pernas e os joelhos do motorista, evitando que sejam empurrados para frente numa colisão frontal.

Airbags traseiros

Alguns carros mais recentes também estão equipados com airbags traseiros. Estes airbags proporcionam uma proteção adicional para os ocupantes dos bancos traseiros em caso de colisão.

Airbags laterais para a cabeça dos passageiros traseiros

Estes airbags são montados nas laterais do veículo, geralmente nas colunas, e protegem a cabeça dos passageiros traseiros em colisões laterais.

Airbags de joelho para o passageiro dianteiro

Em alguns veículos, um airbag de joelho para o passageiro dianteiro também pode estar presente, proporcionando proteção adicional para o passageiro da frente.

Manutenção e substituição

A manutenção adequada dos airbags é essencial para garantir a segurança contínua dos ocupantes do veículo. Listamos os principais pontos a serem lembrados:
  • Realize uma manutenção regular, seguindo as orientações do fabricante.
  • Fique atento a sinais de mau funcionamento, como luzes de advertência no painel.
  • Em caso de ativação durante um acidente, substitua os airbags imediatamente por um profissional qualificado.
  • Considere a substituição de componentes relacionados, como sensores e o módulo de controlo, se danificados.
  • Confie em profissionais certificados para realizar qualquer trabalho de manutenção ou substituição, garantindo que seja feito com segurança e de acordo com as especificações do fabricante.

As perguntas mais frequentes sobre airbags

1. Os airbags são obrigatórios em todos os veículos?

Dada a sua extrema importância na segurança rodoviária, a presença de airbags em todos os veículos é obrigatória desde 2006. É também obrigatório que os veículos estejam equipados com dois airbags frontais e dois laterais, para a cabeça e dois para o tórax, embora possa haver apenas um para cabeça e tórax. A presença de outros tipos de airbags pode variar de acordo com o modelo e o ano de fabricação do veículo.

2. Os airbags podem causar ferimentos?

Os airbags são projetados para reduzir os riscos de ferimentos em caso de colisão. No entanto, em casos raros, podem ocorrer lesões menores, como abrasões na pele ou hematomas, devido à velocidade de expansão do airbag. É importante usar o cinto de segurança corretamente para minimizar esses riscos.

3. Posso desativar os airbags do meu veículo?

Em circunstâncias especiais, como transportar uma criança num banco dianteiro de frente para trás, alguns veículos podem permitir a desativação temporária dos airbags do passageiro. No entanto, isso deve ser feito apenas de acordo com as instruções do fabricante e com a devida autorização legal.

4. Os airbags podem ser reutilizados após uma colisão?

Não, os airbags são projetados para inflar apenas uma vez. Após serem ativados numa colisão, eles devem ser substituídos por um profissional qualificado.

5. Como posso saber se meus airbags estão a funcionar corretamente?

Um teste comum é verificar se a luz de advertência de airbag no painel de instrumentos se apaga quando o veículo é ligado. Além disso, é importante realizar a manutenção regular do sistema de airbag conforme recomendado pelo fabricante.

6. Os airbags protegem contra todas as colisões?

Os airbags são mais eficazes em colisões frontais e laterais, mas podem não oferecer a mesma proteção em todas as situações. A eficácia depende da gravidade da colisão e de outros fatores, como o uso adequado do cinto de segurança.

7. Qual é a vida útil de um airbag?

Não há um prazo de validade específico para os airbags. No entanto, com o tempo, os componentes do sistema podem degradar-se, tornando a manutenção regular e a substituição adequada ainda mais importantes.
Partilhar
Facebook Twitter Linkedin
Ver todos posts do Blog

Também lhe pode interessar

A compra de um automóvel entra no IRS? Saiba quais as despesas que pode considerar

Ver artigo

Carta de condução brasileira em Portugal: tudo o que precisa de saber

Ver artigo

Quanto vale o meu carro? Saiba como avaliar o valor do seu automóvel

Ver artigo
Faça já a marcação online e tenha o seu vidro reparado rapidamente!