Carglass logo
Aguarde um momento
Blog Carglass® Voltar Voltar
distancia-de-segurança-no-transito
Informações Auto

Distância de travagem: o que é e como calcular

Partilhar
Facebook Twitter Linkedin
19 de jun 2023 | 4 min de leitura

Conduzir um veículo com segurança é a grande responsabilidade de todos os motoristas. E um dos aspectos fundamentais para garantir a segurança nas estradas é compreender e calcular adequadamente a distância de travagem. Mas, afinal, o que é a distância de travagem e por que é tão importante?

O que é a distância de travagem?

A distância de travagem é um conceito fundamental para compreender a capacidade de um veículo parar em determinadas condições. Esta refere-se à distância percorrida pelo veículo desde o momento em que o condutor trava até que o carro pare completamente.

É uma medida crítica para avaliar a capacidade de resposta do veículo e a habilidade do condutor em reagir a situações de emergência. Quanto menor for a distância de travagem, mais rápido o veículo será capaz de parar e, portanto, menor será o risco de colisões.

Quais os fatores que influenciam a distância de travagem

São vários os fatores que podem influenciar a distância de travagem de um veículo. Um dos principais fatores é, claro, a velocidade. Quanto maior a velocidade a que o veículo circula,  maior será a distância percorrida durante a travagem.

Outros fatores a ter em consideração, são:

Atrito

O atrito durante a travagem é uma força de resistência que age no sentido oposto ao deslocamento do veículo. Para que o atrito ocorra, é necessário que haja duas superfícies em contato. O veículo depende da força de atrito entre a área de contato dos pneus e a superfície da estrada. No entanto, esse atrito pode ser influenciado tanto de forma positiva quanto negativa pelo estado da suspensão e dos travões. Quanto maior o índice de atrito, menor será a distância de travagem.

Massa

A massa do veículo tem um efeito direto na distância de travagem. A massa representa a quantidade de matéria e, portanto, quanto maior a massa, maior o risco de diminuição do atrito. Isso ocorre porque quanto mais peso é exercido sobre os pneus, maior a probabilidade de danificá-los.

Declive da via

A inclinação da estrada pode ser benéfica para reduzir a distância de travagem numa subida, mas pode ser prejudicial numa descida, devido ao peso do veículo, que se torna um fator desvantajoso. Assim, a distância de travagem acaba por ser maior numa descida do que numa subida.

Estado da via e condições atmosféricas

Se a via tiver óleo ou outro fator que diminua a aderência do carro à estrada, a distância de travagem percorrida será maior. O mesmo se verifica com condições atmosféricas adversas, que influenciam também a aderência e estado do piso.

Eficiência do sistema de travagem

A eficiência do sistema de travagem depende da força do próprio sistema, da quantidade de dissipação da energia cinética e da capacidade de resistência à fadiga. O objetivo dos travões é reduzir a velocidade por meio da força de atrito, ou seja, o atrito entre as pastilhas e os discos de travão, assim como entre a borracha dos pneus e o solo, realizando o movimento em sentido contrário e proporcionando a paragem do veículo.

Estado dos pneus

Pneus desgastados ou mal calibrados têm menos aderência à superfície da estrada, o que pode aumentar a distância de travagem.

Distância de travagem vs distância de segurança

No entanto, a distância de travagem é um conceito que não pode ser considerado isoladamente. Ela está diretamente relacionada à distância de segurança rodoviária, um outro conceito fundamental para a prevenção de acidentes.

A distância de segurança refere-se à distância mínima que um motorista deve manter em relação ao veículo que circula à sua frente. Esta distância é crucial, pois permite que o condutor tenha tempo e espaço adequados para reagir a possíveis situações de emergência, como uma travagem brusca ou uma manobra mais evasiva.

Em suma, a grande diferença entre a distância de travagem e a distância de segurança é: a distância de travagem refere-se à distância percorrida pelo veículo desde o momento em que o pedal do travão é acionado até o veículo ficar imobilizado, levando em consideração o local onde a travagem foi iniciada. Por outro lado, a distância de segurança inclui a distância de travagem adicionada à distância percorrida após a reação do condutor.

Ao iniciar a travagem, a distância de reação é a distância percorrida pelo veículo desde o momento em que o condutor identifica o perigo ou obstáculo até o momento em que ele reage. Esse tempo é influenciado pela velocidade, ou seja, quanto maior a velocidade, maior será a distância percorrida durante a reação.


E o tempo de reação do condutor?

Como já referido, o tempo de reação é o tempo que o condutor demora a reagir a um perigo ou obstáculo. Este tempo é influenciado por diversos fatores, como:
  • atenção do condutor
  • capacidade de perceber rapidamente os estímulos visuais e sonoros
  • experiência e habilidade de condução
  • condição física e mental
  • uso de substâncias prejudiciais (como álcool ou drogas)
  • condições climáticas desfavoráveis

Um tempo de reação mais curto é desejável, pois permite que o condutor tome medidas preventivas ou corretivas mais rapidamente, reduzindo assim o risco de acidentes.

Como calcular de forma rápida a distância de segurança rodoviária?

Regra dos 3 segundos

Existem diversos métodos e técnicas que podem ser utilizados para determinar a distância adequada entre o seu veículo e o veículo à sua frente (algumas até envolvendo cálculos matemáticos). Mas vamos falar-lhe da chamada "regra dos 3 segundos”, uma forma rápida e prática para calcular esta distância, quando se encontrar a conduzir.

Esta regra é simples: escolha um ponto de referência na estrada pelo qual o carro à sua frente irá passar. Aguarde que este passe por esse ponto e, se levar menos de 3 segundos para o seu veículo alcançar o mesmo ponto, significa que está muito próximo e precisa aumentar a distância de segurança. 

De acordo com o IMT - Instituto da Mobilidade e dos Transportes, a distância de segurança deve ser uma distância sempre superior ao tempo de reação do condutor. Se o tempo médio de reação é de cerca de 1 segundo, então a distância de segurança deve ser sempre superior. Por exemplo, se circular a 60kms/h, deve então guardar uma distância mínima de aproximadamente 18 metros

Mais um motivo para ficar atento à distância de segurança

Na realidade, manter a distância de segurança não é apenas uma recomendação, mas sim uma obrigação legal que nem sempre é devidamente cumprida. Aqueles que não a respeitarem estão sujeitos a uma penalização financeira, podendo receber uma multa que varia entre 60.00 euros e 300.00 euros.

Mais do que um alerta: os sistemas automáticos que calculam e controlam a distância de segurança

Falamos-lhe dos sistemas sofisticados que permitem uma medição automática e constante da distância de segurança. Estes sistemas utilizam sensores e dispositivos eletrónicos para monitorizar constantemente a distância em relação aos veículos em redor e alertar o condutor caso a distância de segurança não esteja a ser respeitada. Estas tecnologias são conhecidas como Sistemas Avançados de Assistência ao Condutor - ADAS e representam um conjunto de funções instaladas no automóvel que permitem ao condutor praticar uma condução mais segura.


Compreender a distância de travagem e a distância de segurança é essencial para a segurança rodoviária, pois permite que os condutores antecipem o tempo necessário para imobilizar o veículo em diferentes situações. Ao calcular corretamente esta distância, os condutores podem ajustar a sua condução e manter uma distância segura do veículo da frente, evitando colisões e acidentes.

Partilhar
Facebook Twitter Linkedin
Ver todos posts do Blog

Também lhe pode interessar

Legalizar carros importados: passo a passo

Ver artigo

Dicas para evitar que seu carro seja vandalizado na época festiva

Ver artigo

Declaração de venda automóvel: o que é e como preencher

Ver artigo
Faça já a marcação online e tenha o seu vidro reparado rapidamente!