Carglass logo
Aguarde um momento
Blog Carglass® Voltar Voltar
carro acidentado com triângulo em frente
Condução Segura

O que devo fazer em caso de acidente? Saiba como proceder

Partilhar
Facebook Twitter Linkedin
Atualizado a 05 fev 2024 | 3 min de leitura

Mesmo adotando uma condução defensiva, os acidentes de carro podem acontecer de forma inesperada. E, por vezes, assumimos comportamentos mais irrefletidos como reação, que podem comprometer a nossa segurança e a dos outros. 

Segundo o Relatório de Sinistralidade e Fiscalização Rodoviária, da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), entre janeiro e julho de 2023 registaram-se mais de 20.829 acidentes rodoviários com vítimas nas estradas de Portugal. As colisões representam o tipo de acidente mais frequente – correspondendo a mais de metade dos acidentes registados – e representam também a maior percentagem de vítimas mortais.

Não podemos prever estes infortúnios, mas podemos ajudá-lo com um guia sobre como agir e quais os passos essenciais em caso de acidente automóvel.

Antes de iniciar viagem…

Algo que pode parecer muito básico, mas que nunca é demais recordar: antes de iniciar qualquer viagem, certifique-se de que tem sempre consigo os documentos necessários e obrigatórios por lei:
  • Certificado de Matrícula (livrete) ou Documento Único Automóvel (DUA).
  • Cartão de Cidadão ou Passaporte com morada atualizada.
  • Carta de Condução.
  • Ficha de Inspeção Obrigatória do automóvel.
  • Certificado de Seguro Automóvel (carta verde).

Mas, em concreto, o que se deve fazer em caso de acidente?

Antes de tudo, e dentro do possível, tente sempre manter a calma. Neste momento é importante manter a cabeça fria e não entrar em confrontos desnecessários. Como nem todos os acidentes são iguais, certos passos vão depender muito da dimensão do acidente. No entanto, mostramos-lhe os passos essenciais a ter:

Mantenha-se dentro da viatura e avalie a sua situação

Tem algum ferimento que possa provocar lesões mais graves? Se sim, mantenha-se imobilizado e ligue imediatamente para o 112. Caso não verifique nenhum ferimento e se consiga mover, deve proceder para os próximos passos.

Avalie o ambiente em que se deu o acidente

Em caso de acidente, a primeira coisa que deve fazer é avaliar o ambiente em que está. Deve ter em atenção que, caso se encontre numa via rápida, o risco de uma segunda colisão/acidente com carros que ainda estejam a circular é superior. Conforme o ambiente em que se encontre, tenha mais atenção à sua saída da viatura.

Sinalize o local do acidente

Deve certificar-se que o local onde ocorreu o acidente está bem sinalizado e visível para outros condutores. Deve então ligar os quatro piscas, vestir o colete refletor ainda antes de sair do veículo, e colocar o triângulo de sinalização a 30 metros do local do acidente.






Verifique em que condições está o seu carro

Tire fotografias e anote o local exato do carro, onde possam existir deformações/riscos ou, até, vidros partidos causados pelo acidente. Consoante a gravidade dos danos materiais, deve chamar as autoridades.

Recolher dados de possíveis testemunhas

Existe alguém que tenha testemunhado o acidente e que possa facultar pormenores importantes? Caso sim, é essencial recolher os seus dados pessoais (nome, morada e contacto).

Troque dados com o outro condutor e tente chegar a acordo

Deve abordar o outro condutor de uma forma educada e cordial. Se chegarem a acordo, devem preencher corretamente a Declaração Amigável de Acidente Automóvel (DAAA). Normalmente, esta folha é facultada de forma gratuita pela sua seguradora, mas pode também preencher este documento online. Cada condutor deve ficar com 1 cópia, e entregar à respetiva seguradora até 8 dias após o sinistro. As seguradoras irão depois entrar em contacto entre si para apurar/confirmar o culpado.

E caso os condutores não entrem em consenso?

Neste caso, devem chamar as autoridades locais para mediar a situação da melhor forma.

Contacte a sua seguradora

Este passo é importante para iniciar o processo de resolução de reclamações e garantir a cobertura adequada para eventuais danos ao veículo e lesões, independentemente se a culpa do acidente é sua ou não. Deverá fazê-lo até oito dias após o acidente e enviar-lhes a DAAA e o auto da polícia, se houver.


Imprevistos acontecem sem estarmos à espera, mas saber como proceder em caso de acidente é essencial para um processo mais rápido, fácil, e acima de tudo, seguro.
Partilhar
Facebook Twitter Linkedin
Ver todos posts do Blog

Também lhe pode interessar

Tem matrícula estrangeira? Saiba como pagar as ex-SCUTS

Ver artigo

Multa por excesso de velocidade: Qual o valor e como evitar?

Ver artigo

Quer comprar um carro elétrico? Conheça os incentivos do Estado

Ver artigo
Faça já a marcação online e tenha o seu vidro reparado rapidamente!