Carglass logo
Aguarde um momento
Blog Carglass® Voltar Voltar
entrega-de-chaves-ao-comprar-carro-usado-2
Informações Auto

Como comprar carro usado: o que ter em atenção

Partilhar
Facebook Twitter Linkedin
11 setembro 2023 | 6 min de leitura

A compra de um carro usado pode ser uma experiência gratificante, desde que seja feita de forma criteriosa e bem informada. Fique a saber o que deve ter em atenção.

Comprar um carro é uma decisão financeira significativa que requer uma abordagem cuidadosa. No que diz respeito aos carros usados, a procura tem aumentado consideravelmente, uma vez que oferecem uma alternativa mais acessível e igualmente funcional. No entanto, antes de embarcar nesta jornada, é essencial estar atento a alguns fatores cruciais para garantir que a compra seja segura, livre de problemas mecânicos e, acima de tudo, uma escolha inteligente. 

O histórico do veículo é importante

Ao comprar um carro usado, uma das etapas mais importantes é avaliar o histórico completo do veículo. Esta análise fornece informações essenciais sobre o passado do automóvel, incluindo: revisões de manutenção, acidentes anteriores e possíveis problemas mecânicos que possam ter sido reparados.

Solicite o relatório do histórico

Antes de prosseguir com qualquer negociação, é fundamental pedir ao vendedor ou à concessionária um relatório completo do histórico do veículo. Este relatório, muitas vezes disponível através de entidades de inspeção automóvel e plataformas online, detalha informações cruciais, como a quilometragem registada, o número de proprietários anteriores e se o carro esteve envolvido em acidentes.

Verifique a regularidade das revisões

Uma manutenção regular é essencial para a durabilidade e bom funcionamento do carro. Ao analisar o histórico do veículo, certifique-se de que foram realizadas as revisões de acordo com as recomendações do fabricante.

Investigação de acidentes anteriores

Acidentes podem causar danos significativos ao carro e afetar o seu desempenho ao longo do tempo. Com base no relatório do histórico do veículo, verifique se houve acidentes registados e qual a extensão dos danos relatados. Além disso, é importante assegurar-se de que todos os reparos necessários foram feitos adequadamente por profissionais qualificados.

Registos de propriedade

Confirme a quantidade de proprietários anteriores do carro, pois muitos proprietários num curto período de tempo pode ser um sinal negativo. Um carro com um histórico de um único proprietário ou com um número limitado de proprietários é geralmente mais desejável, uma vez que indica um uso mais cuidadoso e contínuo.

Verificação de pendências legais

Antes de fechar qualquer negócio, certifique-se de que o veículo não possui pendências legais, como multas ou impostos atrasados. Uma pesquisa nos registos do Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) pode ajudar a identificar possíveis problemas legais associados ao veículo.




9 passos essenciais na compra de um carro usado

1. Examine a aparência exterior do carro

Comece por verificar a aparência geral do carro. Procure por riscos, mossas, amassados e sinais de ferrugem, especialmente nas áreas de difícil acesso como o guarda-lamas, por baixo da viatura e das portas, à volta dos vidros, nas extremidades do capô e da mala. Estes sítios podem conter indícios de possíveis maus tratos ou acidentes não relatados.

2. Examine, também, o interior

Verificar o estado dos estofos, painel de instrumentos e acabamentos é essencial para garantir o conforto e a qualidade do carro. Preste atenção a sinais de desgaste excessivo, rasgos ou manchas nos estofos, assim como ao funcionamento de todos os equipamentos internos, como o ar condicionado, rádio, luzes e outros sistemas eletrónicos.

3. Verifique a qualidade dos pneus

Os pneus são uma parte fundamental da segurança do veículo. Por isso, verifique a profundidade dos sulcos e certifique-se de que todos os pneus tenham desgaste uniforme. Se os pneus estiverem gastos de forma irregular, pode indicar problemas de alinhamento ou suspensão.

4. Inspecione os sistemas de suspensão e amortecedores

Teste o carro pressionando firmemente cada canto da carroçaria e observe como ele reage. Se o carro continuar a balançar após soltar, os amortecedores podem estar desgastados e a precisar de substituição.

5. Verifique os travões

O bom funcionamento dos travões é crucial para a sua segurança e dos restantes passageiros. Durante o test-drive, certifique-se de que os travões respondem de forma eficaz e não produzem ruídos estranhos. Pressione firmemente o pedal dos travões para verificar se há vibrações ou desvios, o que pode indicar problemas no sistema de travagem.

6. Inspecione o motor e a bateria

Abra o capô do carro e certifique-se da idade do veículo. Para isto, basta comparar o número do chassis com o do livrete ou certificado de matrícula. A bateria de um carro usado é outro ponto-chave a examinar. Verifique a data de validade (em média, a bateria dura quatro anos) e se os bornes estão oxidados, corroídos ou cobertos de pó branco.

7. Observe os fluidos e possíveis fugas

Verifique os níveis e a qualidade dos fluidos do carro, como óleo do motor, líquido de refrigeração e líquido dos travões. Procure por manchas debaixo do carro, enquanto este está estacionado. Fugas de fluidos podem ser um sinal de problemas mecânicos ou desgaste nas juntas e vedantes.

8. Na hora do teste de Condução (test-drive)

O test-drive é uma etapa crucial na compra de um carro usado. Durante o test-drive, preste atenção a possíveis ruídos anormais, vibrações excessivas, dificuldade na mudança de marcha e como o carro responde em diferentes velocidades e condições de estrada. Além disso, verifique o funcionamento dos equipamentos essenciais, como ar condicionado, vidros elétricos e sistema de áudio.

9. Verifique os documentos

Certifique-se de que o carro em questão tem todos os documentos obrigatórios, como o Documento Único Automóvel (DUA) ou o Registo de Propriedade e o Livrete (se o carro for muito antigo), o certificado de inspeção e o comprovativo de pagamento do Imposto Único de Circulação (IUC).

Tenha atenção às fraudes!

Infelizmente, o mercado de carros usados também está sujeito a fraudes e práticas enganosas por parte de vendedores mal intencionados. É essencial estar alerta para evitar cair em armadilhas e garantir uma compra segura e transparente. Esteja especialmente atento ao seguinte:
  • Adulteração de quilometragem: uma das fraudes mais frequentes no mercado automóvel é a adulteração da quilometragem do veículo. Vendedores mal intencionados podem reduzir artificialmente o número de quilómetros registados no painel para aumentar o valor de venda.
  • Documentos falsificados: antes de fechar o negócio, verifique se os documentos estão atualizados e correspondem às informações apresentadas pelo vendedor. Procure o selo de garantia do Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) nos documentos, pois isso atesta a autenticidade dos mesmos.
  • Ofertas irresistíveis: algumas fraudes envolvem preços muito baixos para atrair compradores rapidamente. Pesquise preços médios de mercado para o modelo e ano do carro que pretende adquirir. Se a oferta estiver muito abaixo da média, pode indicar problemas ocultos ou uma possível fraude.
  • Carros roubados: para evitar esta fraude, procure informar-se junto das autoridades policiais para verificar se o veículo consta como roubado.
  • Vendedores não credenciados: prefira sempre comprar de revendedores ou concessionárias credenciadas, pois oferecem uma maior garantia e transparência na negociação.

6 dicas a ter em conta antes de proceder à compra do carro usado

  1. Ter em mente o tipo de viatura que precisa é fundamental para orientar a sua procura e garantir que o carro escolhido atenda às suas necessidades e preferências.
  2. Definir um orçamento disponível é, também ela, uma etapa crucial para reduzir a oferta, evitar gastos excessivos e assegurar que a compra esteja de acordo com as suas possibilidades financeiras.
  3. Avaliar os diferentes modos de pagamento disponíveis, como financiamento ou pagamento à vista, permitirá escolher a opção mais adequada para a sua situação financeira.
  4. Estabelecer um método de escolha claro e criterioso, com critérios específicos de avaliação, ajudará a selecionar o carro usado ideal e evitar decisões impulsivas.
  5. Ter uma noção realista do valor médio da viatura que está a considerar é essencial para negociar preços justos e evitar pagar mais do que o carro vale.
  6. Orçamentar todos os custos envolvidos na compra, como impostos, taxas de transferência e possíveis reparos, é imprescindível para uma decisão informada e para garantir que o investimento seja feito de forma responsável e planeada.
Partilhar
Facebook Twitter Linkedin
Ver todos posts do Blog

Também lhe pode interessar

Conduzir sem carta de condução: conheça os riscos e consequências

Ver artigo

Já ouviu falar na transição energética? Saiba como se processa no setor auto

Ver artigo

Garantias nos carros usados: o que é, o que diz a lei e como acionar

Ver artigo
Faça já a marcação online e tenha o seu vidro reparado rapidamente!