Carglass logo
Aguarde um momento
Blog Carglass® Voltar Voltar
sabia-tudo-sobre-pneu-suplente-1 (1)
Manutenção do Carro

Pneu suplente: tudo o que precisa de saber

Partilhar
Facebook Twitter Linkedin
18 mar 2024 | 5 min de leitura

Quando falamos de segurança rodoviária, cada detalhe importa. Por isso, hoje vamos falar-lhe do pneu suplente. Este componente discreto, muitas vezes esquecido, pode ser a diferença entre uma viagem tranquila e uma situação de emergência na estrada.

Desde os tipos de pneus suplentes, à sua manutenção e, ainda, dicas de como agir em situações de emergência, apostamos que vai terminar este artigo a dar um "olhinho” à sua bagageira.

O que é o pneu suplente e qual a sua importância

O pneu suplente, também conhecido como pneu sobresselente, é uma peça essencial do conjunto de rodas de um veículo automóvel. Geralmente, este é armazenado no porta-malas (bagageira) ou sob o chassi do veículo e é projetado para substituir um pneu que sofreu dano durante uma emergência na estrada.

A sua importância é muitas vezes subestimada, mas, em situações onde um pneu principal sofre um furo ou dano, o pneu suplente pode ser a única solução disponível para permitir a continuação da viagem de forma segura. Sem um pneu suplente funcional, os condutores podem encontrar-se numa posição vulnerável, especialmente em áreas remotas ou fora do horário comercial, onde a assistência rodoviária imediata pode não estar prontamente disponível.

É obrigatório ter pneu suplente?

A resposta é não, não é obrigatório ter um pneu suplente, dadas as alternativas existentes hoje em dia - faladas mais à frente. No entanto, existem algumas exceções:

  • Veículos de transporte de passageiros: táxis, autocarros, etc., são obrigados a ter um pneu suplente.
  • Veículos de mercadorias: camiões, carrinhas de caixa aberta, etc., também são obrigados a ter um pneu suplente.

Pode consultar tudo sobre a legislação portuguesa referente a pneus suplentes no Decreto Lei n.º 72-C/2003, de 14 de abril.

Tipos de pneus suplentes

Pneus suplentes temporários

Este tipo de pneu sobresselente é projetado para ser utilizado apenas em situações de emergência e por um período limitado de tempo. Habitualmente, são pneus mais leves e compactos do que os pneus principais, o que os torna mais fáceis de armazenar. No entanto, os pneus suplentes temporários são projetados para suportar apenas cargas e velocidades específicas: velocidade máxima de 80 km/h e até 80 km de distância, pressupondo-se ser o suficiente para que conduza até uma oficina e troque o pneu em questão.

Pneus suplentes compactos

Os pneus suplentes compactos são uma alternativa intermédia entre os pneus temporários e os pneus de tamanho completo. Projetados para ocupar menos espaço no porta-malas, têm um diâmetro menor do que os pneus principais do veículo - o que pode afetar a condução e a estabilidade em caso de uso prolongado -, mas, ainda assim, oferecem um desempenho um pouco melhor do que os pneus temporários. 

Pneus suplentes de tamanho completo

Estes pneus são idênticos aos pneus principais do veículo em termos de tamanho e desempenho. Oferecem a mesma condução e estabilidade que os pneus principais e não têm limitações de velocidade ou distância. No entanto, devido ao seu tamanho, ocupam mais espaço no porta-malas, o que pode limitar o espaço de armazenamento disponível para as restantes coisas que queira guardar.

Kits de reparação de pneus

Em alguns casos, em vez de incluir um pneu suplente, os fabricantes optam por fornecer kits de reparação de pneus. Estes kits geralmente incluem um compressor de ar e um selante de pneus que podem, temporariamente, reparar furos pequenos e permitir que o pneu continue a ser utilizado até que uma reparação definitiva possa ser realizada. Porém, é importante sublinhar que estes kits têm limitações e podem não ser eficazes em casos de danos mais graves.


troca-para-pneu-suplente

Tenho um furo! Como utilizar o pneu suplente?

E agora, passando da teoria à prática: como utilizar o meu pneu suplente? Seguir os passos corretos é essencial para garantir uma troca segura e eficaz. 

  1. Sair da estrada e estacionar o veículo num local plano e seguro, longe do trânsito.
  2. Acionar o travão de mão, desligar o motor do veículo e ligar as luzes de emergência
  3. Coloque calços nas rodas opostas à que será trocada, para evitar movimentos indesejados.
  4. Localize o pneu suplente, o macaco e a chave de roda no porta-malas do veículo.
  5. Posicione o macaco de acordo com as instruções do manual do proprietário, geralmente próximo ao ponto de elevação indicado na carroçaria do veículo.
  6. Eleve o veículo lentamente com o macaco até que a roda danificada esteja suspensa do chão.
  7. Remova os parafusos da roda com a chave de roda, girando-os no sentido anti-horário.
  8. Retire a roda danificada e substitua-a pelo pneu suplente.
  9. Aperte os parafusos manualmente no sentido horário, garantindo que estejam firmemente fixados.
  10. Baixe o veículo cuidadosamente com o macaco até que o pneu suplente toque no chão.
  11. Aperte os parafusos completamente com a chave de roda.
  12. Remova o macaco e guarde todos os equipamentos no porta-malas do veículo.
  13. Verifique a pressão do pneu suplente e ajuste conforme necessário.
  14. Dirija-se, assim que possível, a um profissional para reparar ou substituir o pneu danificado e instalar um pneu regular.

Pode ver neste nosso artigo o passo a passo, explicado em detalhe e de uma maneira simples, como trocar o pneu do seu automóvel em 11 passos.

Manutenção do pneu sobresselente

A manutenção adequada deste pneu é frequentemente negligenciada, mas essencial para garantir a sua eficácia em situações de emergência na estrada. Seguem algumas dicas importantes para manter o pneu suplente em boas condições:

  • Verificação regular da pressão: é aconselhado a calibração e verificação da pressão do pneu sobresselente, pelo menos, uma vez por mês. 
  • Inspeção visual: examine visualmente o pneu para verificar se há danos, como cortes, perfurações ou desgaste excessivo.
  • Armazenamento adequado: certifique-se de que o pneu está guardado num local fresco, seco e protegido da luz solar direta.
  • Rotação: se o seu veículo estiver equipado com um pneu suplente de tamanho completo, considere incluí-lo no ciclo de rotação de pneus regulares. Isto ajudará a garantir um desgaste uniforme em todos os pneus e prolongará a sua vida útil.
  • Substituição oportuna: se o pneu suplente apresentar sinais de desgaste excessivo, danos irreparáveis ou idade avançada, é importante substituí-lo por um novo.

Alternativas ao pneu suplente

Tem-se observado uma tendência crescente que caminha para a eliminação do pneu suplente, como parte do esforço para reduzir o peso e aumentar a eficiência dos veículos, principalmente nos modelos de automóveis mais recentes. Como alternativa, muitos fabricantes têm optado por incluir os kits de reparação de pneus - falados acima -, ou pneus run-flat.

O que são pneus run-flat?

Os pneus run-flat são projetados para permitir que um veículo continue a ser conduzido mesmo após perder pressão de ar devido a um furo ou dano. Estes, têm "paredes” reforçadas que suportam o peso do veículo quando desinflados e permitem ao condutor continuar a viagem por uma distância limitada, até encontrar um local seguro para reparar ou substituir o pneu.

Vantagens e desvantagens

Se, por um lado, estas alternativas oferecem vantagens em termos de espaço na bagageira e peso do veículo - o que contribui para uma maior eficiência de combustível -, por outro, é importante ressaltar que esta abordagem traz também desvantagens. Os kits de reparação de pneus podem ser ineficazes em casos de danos mais graves, enquanto os pneus run-flat têm limitações de distância e velocidade após um furo.


E lembre-se: o pneu suplente é apenas uma solução temporária. Após a troca, é altamente recomendado deslocar-se a uma oficina o mais rápido possível para reparar ou substituir o pneu danificado.
Partilhar
Facebook Twitter Linkedin
Ver todos posts do Blog

Também lhe pode interessar

E fez-se luz! Porque é tão importante limpar os faróis do carro?

Ver artigo

As férias acabaram? Não se esqueça de fazer uma revisão ao seu carro!

Ver artigo

O seu limpa para-brisas deixou de funcionar? Saiba o que fazer!

Ver artigo
Faça já a marcação online e tenha o seu vidro reparado rapidamente!