Carglass logo
Aguarde um momento
Blog Carglass® Voltar Voltar
volantes-bimassa
Manutenção do Carro

Volante bimassa: o que é e para que serve

Partilhar
Facebook Twitter Linkedin
24 mar 2023 | 3 min de leitura

O volante bimassa é um dos componentes mais importantes de um automóvel. Saiba o que é, como funciona e como influencia o funcionamento da embraiagem do seu veículo.

Se para muitos este pode ser um nome conhecido, para alguns pode ser uma incógnita. Mas é um dos componentes mais importantes de um veículo. É um componente essencial de transmissão de energia e é responsável por suavizar as vibrações e oscilações da rotação do motor, resultando numa direção mais suave e estável.

O que é o volante bimassa?

Localizado sob o capô do automóvel, entre o motor e a embraiagem, o volante bimassa é uma das peças que integram a transmissão do veículo. É composto por duas partes diferentes de peso, o volante propriamente dito e um contrapeso montado na parte traseira, e serve para manter o equilíbrio das massas do motor nos intervalos das explosões dos cilindros. Esta estrutura permite que o volante bimassa gire de forma mais equilibrada, minimizando as vibrações e oscilações geradas pelo motor e, ao mesmo tempo, dá ao motor a capacidade de funcionar continuamente de forma linear, mesmo durante os intervalos das explosões. 

Para que serve e como funciona o volante bimassa?

O volante bimassa serve para melhorar a dirigibilidade do veículo, tornando a condução mais suave e estável. Este pode ajudar a prolongar a vida útil do sistema de embraiagem, pois reduz as vibrações e oscilações que podem prejudicar o seu funcionamento.
Adicionalmente, o volante bimassa pode ser feito de materiais leves e resistentes, o que aumenta a eficiência do veículo e o desempenho geral.

Benefícios do volante bimassa

  • Direção mais suave e estável
  • Proteção do sistema de embraiagem
  • Maior eficiência do veículo
  • Redução de vibrações e oscilações
  • Maior durabilidade


Desvantagens do volante bimassa

  • Custo elevado: O volante bimassa é uma peça mais cara do que o volante convencional (monomassa), o que significa que o custo total da substituição pode ser elevado.
  • Instalação complicada: A instalação de um volante bimassa pode ser um processo complicado e requer conhecimento técnico especializado.
  • Desgaste da embraiagem: Se o volante bimassa não for instalado corretamente, pode haver uma sobrecarga na embraiagem, o que pode resultar em desgaste prematuro e, eventualmente, falha.

Como o volante bimassa pode impactar a embraiagem?

Como já mencionado, o volante bimassa é uma peça importante no sistema de transmissão, que tem o objetivo de equilibrar a rotação entre o motor e as rodas. O seu uso pode ter impactos positivos e negativos na embraiagem.

  1. Mais durabilidade: Um volante bimassa é mais pesado do que um volante convencional, o que significa que ele pode suportar mais rotações por minuto e, portanto, prolongar a vida útil da embraiagem.
  2. Melhor performance: O volante bimassa é projetado para equilibrar a rotação do motor, o que pode ajudar a reduzir as vibrações e melhorar a suavidade da transmissão.
  3. Mais aceleração: O volante bimassa pode aumentar a eficiência da transmissão, o que pode resultar numa aceleração mais rápida e suave.
  4. Volante danificado: um volante bimassa danificado pode prejudicar o funcionamento da embraiagem, resultando em problemas com o engate e a desconexão da mesma
  5. Má instalação: Conforme referido acima, esta é uma desvantagem do volante bimassa que pode ter impacto na embraiagem, podendo haver uma sobrecarga na embraiagem caso este não seja corretamente instalado.

Sintomas de que o seu volante bimassa necessita de ser substituído

Existem vários sinais a ter em atenção e diversos sintomas de que o seu volante bimassa se encontra em mau estado. Se este estiver desgastado ou danificado, isso pode afetar a dirigibilidade do veículo, resultando numa direção instável e vibrante.

Barulho

Se ouvir algum barulho tipo "chocalho" ou de som metálico a "bater", é muito provável que seja do bimassa. Estes ruídos podem ser bastante elevados e, se estiverem a acontecer, deverá proceder à substituição do volante.

Vibrações ao colocar o pé na embraiagem

Um volante bimassa ligeiramente danificado causa vibrações que se fazem sentir no pedal da embraiagem. Essas vibrações também podem ser sentidas no volante, no banco e no tablier, mas onde devem ser mais perceptíveis é no mesmo no pedal. 

Batidas ao desligar o motor

Outro sintoma bastante esclarecedor de falha deste volante é quando, ao desligar o motor com a chave de ignição, ouve um "clac-clac-clac" proveniente do compartimento do motor nos momentos em que o motor para.

Vibrações

As vibrações geralmente são sentidas no piso do carro e são provocadas pela falha nas molas e outros componentes internos do volante bimassa, isto leva diretamente à incapacidade do volante amortecer as vibrações do motor e deverá ser substituído.


Se notar algum desses sintomas, é recomendado que leve o seu veículo a um mecânico ou técnico especializado, para uma inspeção completa. Se for necessário substituir o volante bimassa, é importante fazê-lo o mais rápido possível de modo a garantir a segurança e o desempenho adequado do seu veículo.
Partilhar
Facebook Twitter Linkedin
Ver todos posts do Blog

Também lhe pode interessar

Sabe o que é o sistema ADAS? Conheça todos os seus recursos e principais vantagens

Ver artigo

A importância de escolher um bom especialista em vidros automotivos

Ver artigo

E fez-se luz! Porque é tão importante limpar os faróis do carro?

Ver artigo
Faça já a marcação online e tenha o seu vidro reparado rapidamente!