marcação vidro partido automóvel Onde estamos
Política de Cookies

Este site utiliza cookies para proporcionar uma melhor experiência de navegação. Consulte a nossa Política de Privacidade. Saiba mais

compreendi e aceito
Pesquisa

É necessário introduzir pelo menos uma palavra.

Voltar Voltar

Blog Carglass®

Tecnologia automóvel

Quais são os sistemas de segurança ativa para carros?

Partilhar

A indústria automóvel investe todos os anos milhões para tornar os carros ainda mais seguros. Actualmente, os chamados sistemas de segurança activa para carros são considerados uma prioridade. Embora possamos pensar que a inovação automóvel baseia-se apenas em economizar energia entre outras novidades, esta industrial também está focada em salvar vidas.

Sistemas de Segurança: como é que eles nos ajudam? 

Hoje vamos falar sobre os diferentes tipos de sistemas de segurança ativa para carros. Os que são utilizados e adaptados a todos ou alguns modelos de veículos.

Alguns destes sistemas de segurança activa para carros são tão populares que qualquer marca que já os inclui como parte do modelo padrão. Contudo, existem outros que podem ser adicionados voluntariamente.

Tipos de sistemas de segura activa para carros 
Antes de avançarmos, é importante referir que os sistemas de segurança para carros estão classificados em dois tipos: activo e passivo. No caso, os sistemas de segurança activa são aqueles que actuam no momento, antes do acidente ocorrer e que impedem maiores ferimentos nos ocupantes do veículo. Eles são: 

Amortecedores e os pneus - o primeiro sistema de segurança activa para carros que queremos mencionar são os amortecedores e pneus. Ambos são o único ponto de contacto entre o nosso carro e a estrada. Ano após ano, a indústria automóvel tenta que os pneus ofereçam cada vez mais: maior aderência, menor distância de travagem e, acima de tudo, uma melhor estabilidade ao fazer uma curva.

Sistema anti-bloqueio de travões (ABS) - evita que os pneus derrapem durante uma travagem mais repentina. Quando estamos a travar, exercemos tanta força no sistema de freio que ele pode ficar bloqueado, causando de imediato o deslizamento do carro na estrada. A função do ABS é actuar no momento em que a roda estiver travada e liberte a pressão do sistema de freio para que esta continue a rodar de forma controlada. Ao melhorar a eficácia do sistema de freio, diminuímos a distância de travagem do carro. 

Direcção assistida - é o sistema de segurança activa que tem duas missões: a primeira é a aumentar o nosso conforto ao volante e a segunda, que geralmente passa despercebida, ajuda-nos a manter a trajectória quando conduzimos a alta velocidade. Alguns volantes, já estão equipados com um endurecimento progressivo à medida que aumentamos a velocidade, garantindo desta forma a segurança necessária durante esse aumento. 

Sistema de controlo de tracção das rodas (TCS) - faz com que as rodas mantenham a aderência na estrada quando conduzimos em velocidade. Está normalmente ligado ao ABS, uma vez que tem que receber informações constantes das rodas do nosso carro. 

Controlo de estabilidade (ESP) - é o que nos mantém no nosso caminho. Funciona nas quatro rodas e possui três tipos diferentes de sensores: ângulo de direcção, velocidade de rotação de cada roda e ângulo de rotação e aceleração transversal. Os carros mais antigos não o tinham e certamente que dariam jeito em estradas mais sinuosas. 


Feita a distinção de cada um dos sistemas de segurança activa mais comuns, falemos agora dos que surgiram mais recentemente. 

Os mais recentes sistemas de segurança activa para carros são os chamados ADAS (Advanced Driver Assistance Systems ou em português, Sistema de Assistência ao condutor). São um conjunto de sistemas que ajudam a prevenir os riscos que possam surgir durante a condução, tanto para o condutor e ocupantes do carro, como para os restantes utentes da estrada. Com as constantes inovações tecnológicas, esta lista vai crescendo e o objectivo final é fazer com que os condutores se sintam mais seguros. Estes são alguns dos exemplos do sistema ADAS: 

Aviso de Saída de Faixa de Rodagem: Este sistema monitoriza a posição da viatura entre as linhas de faixa de rodagem e produz um alerta assim que a viatura começa a sair da sua faixa sem nenhuma acção do condutor. 

Travagem de Emergência Autónoma: Monitoriza a proximidade dos veículos na frente, detectando situações em que uma colisão é iminente.

Alerta de Colisão Frontal: Este sistema é semelhante ao sistema de travagem de emergência autónoma mas produz somente um alerta, e não irá accionar a travagem automática.

Detecção e aviso de sentido contrário - um sistema bastante intuitivo que detecta se o veículo está a circular em sentido contrário. Na maioria dos casos, são informações recolhidas pelo GPS. 

Detecção de ângulo morto - como o nome indica, detecta a presença de um veículo no ponto morto dos espelhos retrovisores. É útil especialmente para ultrapassar e resolve o medo das distâncias de segurança entre carros.

Com efeito, se por um lado os sistemas de segurança ativa para carros melhoram a nossa experiência e segurança na condução, por outro, ajudam a prevenir acidentes e a melhor os nossos comportamentos com os outros utentes da estrada.  

Para finalizar, deixamos a questão, já conhecia todos estes sistemas de segurança ativa para carros?

Veja mais informações sobre o sistema ADAS, mais conhecido como Sistema de Assistência ao condutor.  Clique aqui.

Partilhar
Ver todos posts do Blog
Faça já a marcação online e tenha o seu vidro reparado rapidamente!
Carglass We WCAG 1.0
Seguir NO
Add This Addthis